Postagens

Mais esperto que o diabo

Imagem
  O título é aterrorizante, até vejo algumas carinhas de espanto, na verdade o nome refere-se a um livro (preciso dar mais ênfase), a um incrível livro, escrito por Napoleon Hill, em 1938. Li e fiquei indignada, pois de lá para cá, ou seja, em 82 anos, pouquíssimas ou raríssimas coisas mudaram na humanidade. Chocada! Se você nunca leu ou leu e nada adiantou, por favor, leia, releia, entenda e coloque em prática tudo o que nele é descrito. Incrivelmente, na época, o livro foi considerado muito controverso pela família, amigos, conselheiros e principalmente pelos irmãos da igreja, motivo pelo qual foi lançado apenas em 2011. A história fala sobre algo que venho escrevendo há muito tempo nos meus artigos, as armas da mente. Uma entrevista com o diabo, super provocativa e cheia de razões. Você já pensou quem é o diabo? Onde ele habita? Quais são suas principais armas mentais? De que maneira ele influencia nossas vidas? Como ele domina nossas atitudes? É um jogo de perguntas e respostas

Cada régua tem o seu tamanho

Imagem
                 Não meça o outro com a sua régua, já ou viu falar isso? Realmen t e, é incoerente você achar que as pes soas devem seguir aquilo que convém a você, pois cada um v ive uma realidade diferente, com consequências diversas em seus atos. Hoje quero fazer uma observação sobre a mente saudá vel. Acima de tudo, somos seres humanos e erramos constantemente, mesmo querendo acertar. Choramos, ficamos irritados, ansiosos, chateados, gritamos, enfim, sentimentos que não deixarão de existir pelo simples fato de você mudar seu comportamento. A questão é que não somos robôs, porém, a inteligência emocional existe para que tenhamos um mínimo de controle possível sobre nossas ações, para que na hora do estresse a gente saiba amenizar a situação e não piorá-la. Falar é bem mais fácil, eu sei. Na hora “H”, nem sempre encontramos a estabilidade necessária, por isso, estou aqui hoje para alertar que você pode ir exercitando essa prática no dia a dia. Recentemente, assisti a um filme n

Você é?

Imagem
  Você se considera cristão? Responda mentalmente. Se você disse sim, precisará rever o conceito de cristianismo. Se disse não, repense pelo menos o que de bom você pode fazer nesse mundo. O padre Fábio de Melo disse uma frase, antes mesmo do papa, e diante das suas homílias passei a observar sobre o conceito. “Eu me lembro de que há um tempo disse algo muito semelhante ao que o Papa Francisco falou recentemente. Fui muito crucificado. Na ocasião, eu disse que tinha muito mais prazer em lidar com um ateu honesto do que com um religioso hipócrita”, relatou Pe. Fábio de Melo no livro Crer ou não Crer, escrito junto com o ateu e historiador Leandro Karnal.                Você já conviveu com uma pessoa que diz não acreditar em Deus, mas que é um ser humano incrível, faz caridade, nunca fala mal das pessoas, respeita as opiniões alheias, não discute, não aponta o dedo e muito menos julga o outro, vive uma vida de plenitude. Isso não é fantasioso, existem muitos que estão por aí fazen

Povo marcado, povo feliz

Imagem
                 Um povo admirável! Fico encantada com a diversidade do ser humano, das atitudes boas e más, da generosidade e do egoísmo. É como gostar do preto, depois do branco, de vez em quando do azul, é ser dúbio em diversas questões. É criticar e fazer o mesmo. É amar e odiar ao mesmo tempo. É ser o admirável gado novo. Em 1979, Zé Ramalho exaltava o povo marcado pela ignorância, hipocrisia, exploração e pela falsa sensação de alegria. Uma música que foi trilha sonora da novela Rei do Gado e traz uma série de análises nas suas entrelinhas. “Vocês que fazem parte dessa massa Que passa nos projetos do futuro É duro tanto ter que caminhar E dar muito mais do que receber. E ter que demonstrar sua coragem À margem do que possa parecer E ver que toda essa engrenagem Já sente a ferrugem lhe comer”. Uma crítica gigantesca àquela famosa frase “e o pobre cada vez fica mais pobre e o rico cada vez fica mais rico”, a exploração do trabalho, no qual os grandes aproveitam

Zumbi

Imagem
                 Não poderia ser mais sábia a letra da música Zombie, tradução Zumbi, de 1994, regravada pelo grupo pop rock The Cranberries. Trata de uma série de temas atuais e polêmicos, dentre eles o racismo, violência, a intolerância e os fantasmas da mente. Pontos observados após a tradução e inúmeras vezes que a ouvi, como um sinal de manifesto. Eis que me surpreendi. Assim ela começa: “Outra cabeça se abaixa humildemente Uma criança é levada lentamente E a violência causou este enorme silêncio Quem estamos enganando?” Sinto que somos todos zumbis em um Universo recheado de profunda hipocrisia. Vivemos perambulando e agindo de forma cada vez mais estranha e instintiva, quase animalesca, somos mortos-vivos, vivemos a intolerância de gêneros, classes e raças, não respeitamos as diferenças, somos perturbados pelos fantasmas do passado e não aceitamos opiniões distintas. Onde está o nosso lado humano e empático? E a música continua alertando sobre os insultos e a constan

A infeliz busca da infelicidade

Imagem
                 Como foi a sua semana? Passou nervoso? Primeiro, respire fundo e vamos distrair a cuca lendo algo sobre ela. Lá vem eu, novamente, com essas coisas malucas de controlar a mente. É, vamos falar mais um pouquinho da saga do fantasma, que mora pertinho da gente, ou melhor, dentro!   Tem gente que vive em busca de confusão, brigas e parece correr atrás do problema. Eu já vi situações desse tipo, várias vezes. Já pensou o que seria do mundo se todos nós conseguíssemos controlar nossos impulsos, emoções, estresses, problemas e tudo mais? Acho que viveríamos em paz, com serenidade, amor, tudo um mar de rosas, mas como não é dessa forma, porque somos humanos, ficamos nervosos, choramos, brigamos, não levamos desaforo para casa, precisamos, ao menos, tentar ter uma vida melhor para não afetar nossa saúde. É verdade, gente! Ter uma mente saudável é ter a saúde em dia. Já ouviu falar na gastrite nervosa, esse é um exemplo (rs). Vejamos as famosas frases que ouvimos ou falamos c

Eu e Eu Mesmo

Imagem
“Pobre não tem vez”. “Não tenho sorte no amor”. “Eu não consigo fazer nada”. “Você fala isso, porque não tem problemas”. Já ouviu ou já falou algumas dessas frases acima? Então, precisamos resolver isso. A sua situação mental está grave! Você sabia que tudo o que acontece no Universo físico aconteceu primeiro na sua mente? Achou confuso? Vou lhe ajudar a olhar ao seu redor com outros olhos. Mas, gente, não adianta ler o artigo, ver vídeos, ler livros, postar frases inspiradoras e não colocar em prática no seu dia a dia. Conheço muita gente que fala bonito nas redes sociais e pessoalmente...SOCORRO! Não tem um mínimo de controle emocional. E, afinal, o que é isso que estou expondo aqui? Para que serve esse tal de controle emocional? Quero evidenciar o que o Padre Fábio de Melo disse na homilia da missa do último domingo, em transmissão ao vivo pelo Instagram, no sentido de que “o ser humano é emocionalmente burro”. Meu caro leitor, você é responsável por tudo na sua vida, TU